N o v i d a d e s
MSP » ÁRVORES BRASILEIRAS » GARAPEIRA

GARAPEIRA




Nome Científico
Apuleia Molaris

família
Leguminosae-Caesalpiniaceae

nome comercial
Brasil: amarelão, barajuba, cumararana, garapa, grápia, maraúba, miratoá, miraúba, muirajuba, muiraruína, muirataná, muiratauá, pau-cetim, pau-mulato, sapocajuba, sapucajuba.

origem
Ocorre da Bahia até Região Sul do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. Uma outra espécie, muito semelhante, A . molaris ocorre na Amazônia, principalmente no Estado do Pará.

HABITAT
Moderadamente pesada( densidade 0.83 g/cm3 ), dura, fácil de trabalhar, de longa durabilidade, podendo entretanto ser atacada por cupins.

características morfológicas
Altura de 25-35 m, com tronco de 60-90 cm de diâmetro.Folhas compostas imparipinada , de 5-11 folíolos de 5-13 cm de comprimento.
Na área comercial geralmente a altura chega a 11,40 m, com o DAP (diâmetro a altura do peito) igual a 62,10 cm e com o DAS (diâmetro a altura da sapopema) igual a 67,73 cm, com tronco retilíneo e tortuoso, e com sapopema de baixa até 3,00 m.

     Tonalidade

CARACTERÍSTICAS gerais
Cerne: distintos
Cor do Cerne: variando do bege-amarelado ou amarelo levemente rosado, até ao róseo-acastanhado, uniforme
Alburno: distintos
Cor do Alburno: diferenciado, branco-amarelado
Espessura do Alburno: 1,20 a 4,0 cm
Anéis de crescimento: distintos
Figura tangencial (foto da página principal): em forma de “V”, causada pelas camadas de crescimento; e em linhas horizontais onduladas e descontínuas, de cor mais clara que o restante da madeiras, causadas pelo parênquima axial.
Grã: irregular para revessa, superfície lustrosa e lisa ao tato
Textura: média
Cheiro: imperceptíveis
Gosto: imperceptível
Resistência ao corte transversal manual: moderadamente dura

        Casca

SECAGEM
Moderadamente difícil de secar ao ar, com tendência a rachaduras e empenamentos.

TRABALHABILIDADE
Madeira considerada fácil de ser trabalhada. Recebe bom acabamento.

DURABILIDADE
Fácil com tendência a pequenas deformações e rachaduras.A madeira de GARAPA, em ensaios de laboratório, demonstrou ter resistência moderada ao apodrecimento e baixa resistência ao ataque de cupins de madeira seca.

PRESERVAÇÃO
A madeira de GARAPA, em ensaios de laboratório, quando submetida à impregnação sob pressão, demonstrou ser de baixa permeabilidade às soluções preservantes, já no caso do cerne não é tratável nem com creosoto (oleossolúvel) e nem com CCA-A (hidrossolúvel).

USOS
A madeira de GARAPA, por ser pesada, de durabilidade natural moderada, de resistência mecânica entre média e alta, é indicada para construção de estruturas externas, dormentes, postes estacas, mourões, carrocerias; em construção civil, como vigas, caibras, ripas, tábuas e tacos para assoalhos; marcos de portas e janelas etc.; barris de cerveja, cabos de ferramentas; construções navais, como estruturas, quilhas etc.

USOS INTERESSANTES
A árvore quando cresce isoladamente adquire copa frondosa e pode ser usada no paisagismo em geral.

 

Verifique Também

Madeira Tanimbuca

TANIMBUCA

MADEIRA TANIMBUCA Nome Científico Buchenavia capitata Eichl família Combretaceae nome comercial Brasil: carará, cuiarana, mirimdiba, ...

Deixe uma resposta