N o v i d a d e s
Home » DICAS » Assoalhos » CUIDADOS PARA INSTALAÇÃO DE ASSOALHOS
cuidados-para-instalacao-de-assoalhos

CUIDADOS PARA INSTALAÇÃO DE ASSOALHOS

MADEIRA:
Produto fabricado a partir de madeira de primeira qualidade seca, imunizada quando necessário. (Ipê, Jatobá, etc.).

RESISTÊNCIA:
Todas as madeiras recomendadas para piso são compatíveis para tal uso. A durabilidade dentro das especificações e com os devidos cuidados superam 50 anos. (Todas tem mais ou menos a mesma dureza).

ACLIMATIZAÇÃO:
a) Não importa o meio e sim o final.
b) O material seco para uma região não está necessariamente seco para outra. Para cada região corresponde um índice de umidade. Portanto o que é seco para, Pará ou Rondônia não é seco para São Paulo e o que é seco para São Paulo não é para Montanha e tão pouco para o litoral.
Sendo assim a secagem em estufa só é válida para a mesma região ou se além e secar em estufa ou ao tempo ela for aclimatizada para a região.
c) A madeira é um produto orgânico, estará sempre trocando umidade com o ar. Porém, quando ocorrerem épocas anormais de umidade relativa ou muito alta ou muito alta ou muito baixa a madeira poderá diminuir ou aumentar de tamanho, independente do processo de secagem que ela recebeu, tenha 1 ou 100 anos de idade pós-corte. Nestes casos poderão surgir microfissuras no acabamento, que estão sob responsabilidade exclusiva do nosso clima.

RASPAGEM:
Os assoalhos e tacos suportam de 3 a 4 raspagens que variam de intervalos de 5 a 15 anos.

IÇAMENTO:
Consiste na subida do material (Assoalho/Forro) até o andar desejado. Serviço feito através de carretilhas pelo lado externo do edifício. É impossível subir tábuas compridas pela escada, em função do comprimento, desgaste humano, e ainda o risco de batidas nas paredes. Para evitarmos o içamento, as peças terão de ter até 2.20m/2.40m (verificar elevador) para que a subida do material seja feita pelo elevador. (Avisar o cliente sobre o número maior de emendas necessárias).

CONTRAPISO:
O contrapiso de responsabilidade do proprietário da obra, deverá estar seco e desempenado.
Indispensável o uso de Vedacit ou similar, nos pisos térreos.
Preparo do Contrapiso: O cimento deverá ser executado com argamassa de cimento e areia final lavada e peneirada no traço de 1/3. Para que a secagem se faça de modo lento e uniforme , o cimento deverá ser molhado algumas vezes até a cura total. Será feito nivelamento com acabamento liso e desempenado com desempenadeira de aço, sem pó de cimento, 20 mm, abaixo do nível das soleiras conforme o piso previsto seja para assoalho Mosaico ou Supertac. No caso de frisos ou barrotes serão lançados com espaçamento de 30 cm, perfeitamente alinhado e nivelados. A argamassa para fixação dos barrotes será de cimento e areia e deverá preencher os espaços entre eles sendo niveladas por sua face superior. Sempre que o pavimento for térreo ou sujeito a infiltrações será feita uma impermeabilização de laje. Os pisos só deverão ser assentados após a colocação dos vidros.

ENCANOAMENTO:
É normal que as tábuas de assoalho encanoem ligeiramente após a fixação, visto que este período que pedimos entre a colocação e a raspagem (4 semanas não pode ser menos) é justamente para acomodação das tábuas devido a constante mudança do tempo, muitas chuvas, muito seco, sol, etc. Se fizéssemos a raspagem e a aplicação do sinteco racharia e perderíamos o serviço. Esse procedimento é fundamental.

FIXAÇÃO DE TACOS:
São fixados com cola de alta qualidade (desenvolvida para tal finalidade) ao contrapiso seco e desempenado. As colas rodopaz, polycol, cascorex extra, urepol, são todas indicadas para o uso de fixação de taco. O diferencial da cola urepol, que é a única das acima que não é a base de água e não causa manchas. Por esse motivo é usada nas madeiras Marfim amazonense (Goiabão). O custo da cola Urepol é por volta de 100% a mais que as outras. Se necessária qualquer correção no contrapiso o cliente deverá providenciar (pode-se fazer com nata de cimento e cola).

PINTURA / SINTECO / CALAFETAÇÃO:
A raspagem e aplicação de sinteco se darão antes da demão final e após o lixamento da parede e primeira demão de tinta. É de responsabilidade do pintor a proteção do rodapé e assoalho na ocasião da demão de tinta final.
O calafeto consiste na massa (F-12) (ou outras marcas) ou outras misturas, que servem para preencher o vão que fica entre as tábuas de assoalho / taco, após o período de descanso da madeira (30 dias após a fixação). Esse procedimento é feito após a raspagem do piso e antes da aplicação de sinteco / verniz. O calafeto sempre será de sinteco / verniz. O calafeto sempre será necessário. Durante e após 3 dias da aplicação do sinteco, as janelas deverão ser mantidas fechadas, e sem a incidência de luz natural(sol).

AMOSTRAS:
Teremos amostras de pisos, rodapés tacos, forros, etc.(acabadas e no osso) Basta solicitar para o vendedor.

MANUTENÇÃO:
Apenas pano úmido ou cera de acordo com preferência de cada um. Não utilizar produtos a base de álcool, removedores ou água.

TONALIDADES:
A madeira é um produto da natureza, sujeito a mudanças na tonalidade. A verdadeira cor só irá aparecer após a aplicação do verniz. No estado “in natura”, ela oxida e fica impossível para o classificador distinguir sua cor final, não podemos assim nos responsabilizar pela tonalidade, visto que madeira é um produto natural e suscetível a essas diferenças. Consultar nossa tabela.

COLOCAÇÃO DE ASSOALHO X COLOCAÇÃO DE TABEIRAS (PEDRAS):
Faremos primeiro a colocação do assoalho e posteriormente a tabeira (pedra) (mármore, ardozia, etc.) E indispensável o cuidado do pedreiro com referência a limpeza do serviço, a fim de se evitar manchas na madeira.

Check Also

defeitos-madeiras

DEFEITOS NA SECAGEM DE MADEIRAS

As tensões que se desenvolvem na madeira são a causa básica dos defeitos de secagem, ...

Deixe uma resposta