N o v i d a d e s
Home » DICAS » Carpete de Madeirra » CARPETE DE MADEIRA
piso-de-madeira-eucafloor

CARPETE DE MADEIRA

Os carpetes de madeira normalmente são produzidos em compensados de jacarandá, jatobá, tauari, ipê e cerejeira imperial, espécies cujos veios apresentam grande beleza. São encontrados no mercado nas espessuras de 2,5, 4,0 e 7mm.

A madeira utilizada passa por um tratamento prévio. Inicialmente, a tora é desbastada, a casca retirada é cortada em blocos e cozida. Em seguida, as peças são laminadas em espessura de 1,5 a 2,0mm e levadas à estufa para secagem. A seguir, é feito um tratamento à base de inseticida contra cupins e fungos, e só então as lâminas são coladas e depois prensadas. Entre a capa e a base é colocada uma sucessão de camadas de madeiras consideradas menos nobres. Ao sair da prensa, a madeira é lixada e cortada. Como impermeabilização, as réguas recebem duas camadas de selador e são levadas ao forno ultravioleta. Por fim, é feito o acabamento em verniz acrílico importado, seguido por uma secagem no forno.

Dependendo de sua espessura, o carpete de madeira pode ser colado (2,5 e 4,0mm) ou encaixado pelo sistema macho-e-fêmea (7,0mm). As empresas associadas na venda deste material geralmente não se responsabilizam pela aplicação do carpete sobre outro tipo de piso que não seja o de cimento bem nivelado. A única excessão é para o carpete flutuante de 7mm, que pode ser aplicado sobre tacos.

Sua instalação requer cimentados ou tacos revestidos por uma manta de poliuretano, que também funciona como isolante contra umidade. Para os demais carpetes, o indicado é preparar o contrapiso com uma argamassa a fim de corrigir as possíveis imperfeições. Em seguida, é aconselhável passar uma cobertura de cimento para deixá-lo totalmente liso. O tempo de secagem deve ser de três dias. Só então pode-se colar o carpete de 2,5 ou 4,0mm, ambos com o rodapé também colado, ou fixar o de 7,0mm, com rodapé parafusado na parede.

Para que o produto tenha uma vida útil mais longa, é recomendável a aplicação em locais onde o tráfego de pessoas é leve, como salas ou bibliotecas. O consumidor também tem a opção do tipo de desenho que será aplicado no ambiente. Porém, no caso de colocá-los em diagonal, a metragem necessária pode se elevar em até 20% em relação à aplicação em linha reta (devido ao desperdício de material que ocorre nesse tipo de aplicação, uma vez que as réguas são cortadas, resultando em pedaços inaproveitáveis). Também o aumento do tempo médio de colocação, que costuma ser de 70m² por dia, desde que o imóvel esteja completamente, faz com que o custo da mão-de-obra seja maior. Os rodapés, com opções de modelos e tamanhos, e os arremates, como as chapas, usadas para evitar empenamentos e ligar o carpete a outros pisos, normalmente não estão inclusos no preço.

Com acabamento final em verniz acetinado ou fosco, a manutenção do carpete de madeira é bem simples, bastando apenas um pano umidecido com álcool para limpá-lo e conservá-lo bonito. Porém, alguns pontos devem ser levados em consideração:

• deve-se escolher bem a revenda para que não haja problemas posteriores como falta ou excesso de cola na instalação, contrapisos frágeis ou irregulares e ausência de espaço na dilatação;
• os pés dos móveis devem estar protegidos com feltro para evitar riscos;
• nunca se deve instalar o carpete de madeira em locais que tenha muita umidade;
• também é conveniente evitar sapatos altos e finos que costumam marcar o piso;
• limpar imediatamente sempre que cair líquidos;
• não deve ser instalado em locais onde haja incidência direta do sol;
• não colocar objetos muito pesados, como cofres, sobre o produto;
• produtos químicos, como solventes e ácidos, danificam o material./span>

Fonte: Revista Arquitetura & Construção – mar/94.

Check Also

defeitos-madeiras

DEFEITOS NA SECAGEM DE MADEIRAS

As tensões que se desenvolvem na madeira são a causa básica dos defeitos de secagem, ...

Deixe uma resposta